(mordidas mansas)














(por vezes bravas)



morder
 
os legumes
e o cacau,
à beira-mar,
em dias
e dias
de enganos;
afundando
ao vento
cogumelos
duns e doutros;
sem nada
de nada
ao colo
e recortando
fotos
de cães.

sacudindo
dias
de conversas
no camarote.

comendo
causas,
políticas
e erros
de um lado
e do outro;
fixando
de repente
o que tem
a praia:
letras
e girafas.



morder
o mundo

 
todos os minutos
todas as horas
todas as semanas
em francês
e em inglês



morder
os sons

 
em 5 minutos
debaixo de água
conhecendo
lendo
sentindo
e comprando



morder
as imagens

 
pessoais
amadoras
profissionais
em movimento
brevemente
aqui



morder
as palavras

 
sentidas
no escuro
em busca
de tempo



morder
o passado

 
<< hoje



e-mail

This page is powered by Blogger.

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com















quarta-feira, agosto 20, 2003



Epá, até me sinto mal de falar disto aqui, mas cá vai um post sobre jogos de computador.
Aqui vai uma lista dos jogos que acho valerem mesmo a pena:



Baldur’s Gate
Se ainda gostam de aventuras de capa e espada, matar dragões e salvar donzelas em perigo este é o vosso jogo. Basicamente é um RPG (Role Play Game – jogos onde assumes uma outra entidade) começam com um desgraçadinho que nem uma espadeirada direita sabe dar, envolvem-se em aventuras que vos dão experiência, itens e companheiros para formarem o pior grupo de totós que a Sword Coast já pôs os olhos em cima.
O Baldur’s Gate tem a mesma filosofia que o Diablo mas aqui é necessário pensar. Aqui Movimentamo-nos num mundo 1000 vezes mais complexo e interactivo.
O único senão é que o jogo é monstruoso e o dois já está ai.



Age of Wounders I (que o dois é uma desgraça…)
Continuamos numa onda de crómice, dragões e criaturas de fantasia. Este é um jogo de estratégia por turnos (tipo xadrez, ora jogo eu era jogas tu) mistura de uma forma muito satisfatória movimentos de tropas, combates de pequenas unidades e elementos de fantasia (feitiços e afins). Tem como ponto forte a grande diversidade de raças, unidas e mapas o que torna o jogo muito pouco monótono.
Só tenho pena que o controlo que temos sobre as cidades seja tão limitado.



Space Empires III (o IV já saiu, mas têm de pagar por ele, este é à pala)
Para quem quer dominar as estrelas, construir frotas, desenvolver planetas, matar sois e ir onde ninguém ousou ir antes. Este é o melhor jogo de exploração e conquista do espaço que conheço. Para além de podermos definir o jogo com numerosas condições iniciais, este é dos poucos jogos onde a estratégia é realmente importante. Aqui não existe uma única maneira de fazer as coisas, principalmente a nível militar.
Como foi dito no parêntesis ao lado do nome do jogo (eu tenho um problema crónico com parêntesis, meto-os em todo o lado, tenho a certeza que irritam muitas pessoas, espero que ajudem ainda mais) este jogo é à pala, pode ser encontrado em http://www.malfador.com/se3.html . Daqui tiram uma versão limitada do jogo mas podem expandi-la se conseguirem o chave de acesso, que também não é difícil.



Por fim queria saber se algum dos leitores é grande cromo da informática e sabe alguma maneira de correr jogos antigos no Windows XP. Já tentei tudo, páginas de fãs dos jogos, páginas de sites de informática, até arranjei um emulador, mas nada.
Se alguém souber como meto aquelas belas relíquias a funcionar outra vez, agradecia que me contactassem para danmail@netcabo.pt ou escrevessem aqui alguma coisa.

Daniel às 15:24 |