(mordidas mansas)














(por vezes bravas)



morder
 
os legumes
e o cacau,
à beira-mar,
em dias
e dias
de enganos;
afundando
ao vento
cogumelos
duns e doutros;
sem nada
de nada
ao colo
e recortando
fotos
de cães.

sacudindo
dias
de conversas
no camarote.

comendo
causas,
políticas
e erros
de um lado
e do outro;
fixando
de repente
o que tem
a praia:
letras
e girafas.



morder
o mundo

 
todos os minutos
todas as horas
todas as semanas
em francês
e em inglês



morder
os sons

 
em 5 minutos
debaixo de água
conhecendo
lendo
sentindo
e comprando



morder
as imagens

 
pessoais
amadoras
profissionais
em movimento
brevemente
aqui



morder
as palavras

 
sentidas
no escuro
em busca
de tempo



morder
o passado

 
<< hoje



e-mail

This page is powered by Blogger.

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com















sábado, novembro 01, 2003



Exactamente há um mês atrás aqui neste fantástico blogspot, o criador deu-me os parabéns. Aqui fica um agradecimento pela lembrança. De facto, como ele próprio fez premonição (com algumas dicas ao longo do processo) este vosso correspondente já se encontra em Coimbra. Facto esse que de momento (até a situação não estabilizar mais e se conseguir arranjar ligação em casa à net) me impede de uma leitura tão assídua deste site como há uns meses atrás. Já sabem sempre que estiveram na zona apitem e BEM HAJAM!

José às 16:37 |